9 de mai de 2007

Quarta - Uma meditação - Santos Forasteiros!









Leia 1 Pedro 1.

Hello Santos Forasteiros!!! Domingo a noite o pastor Fernando pregou sobre parte deste capitulo e observou especialmente o fato de sermos nessa terra F O R A S T E I R O S !!! É, isso é muito interessante para mudar o foco com que temos observado nossa vida e seus ideais. Pedrão observa que a vida não deveria ser limitada pelas coisas vistas aqui na terra. Aquele que nos gerou novamente tem outros ideais, nos trouxe para outra dimensão, pela qual não devemos restringir a amplitude desta missão, deste caminhar. Segundo o próprio Pedro, uma herança que não se corrompe, não se contamina, não se perde, não murcha!!! Uma esperança VIVA que deve servir de alegria a todos nós a despeito (hehe eu sabia que um dia escreveria isso) das provas da nossa fé.

Aquele que não estiver passando por provas de fé que pare e reflita para o caminho que tem seguido pois Pedro, o Apóstolo, nos aponta que é NECESSÁRIO sermos afligidos nessa vida, para que nossa fé seja encontrada em louvor, honra e glória, na revelação de Cristo! Conseguiu entender que é PRECISO passar por dificuldades e ser achado purificado? É o processo de melhora em que Deus vai tirando aquilo que é falho, as impurezas de nossa vida. Pode até passar na cabeça da gente: “Puxa, isso não é fácil, por mais que eu esteja lendo isso claramente na minha bíblia.” Observe o verso 10. O objetivo de nossa fé é a Salvação que era desejada, proclamada pelos grandes homens de fé que apontaram nosso caminho. Eles tinham isso como importante demais. E nós, que não só contemplamos como vivemos tudo isso!? Vale a pena?

Tendo os prêmios de Cristo como objetivos para uma vida de fé, a partir do verso 13 encontramos o desafio e o incentivo: Cingir o entendimento, ser sóbrio, esperar na graça inteiramente como filhos obedientes, não voltar às formas antigas de pecados da carne, antes, como SANTO Ele é, seja SANTO meu irmão. Acho esse trecho da carta incrível porque é a grande guinada! Seja um FORASTEIRO SANTO durante o tempo da sua peregrinação, pelo sangue preciosíssimo de Cristo.

Enquanto a pregação acontecia domingo a noite eu lembrei dessa foto ai de cima. Lembrei quando estávamos buscando um nome para a banda que participaria no festival (ficamos em 3º) e a Adele mandou no e-mail a sugestão: Forasteiros. ....hehehe é um nome estranho e que não é comum...mas o que somos nós!? Eu ria docemente por viver minhas dificuldades...elas me trazem para perto dEle, elas lembram que o mundo me odeia, elas lembram que meu coração não deve ser preso as coisas daqui.

Como Ele não era desse mundo, nós também não somos. Chega de prender a vida nas coisas daqui.

“Longe posso avistar minha pátria de alem....Lá estarei quando a gloria meu Jesus manifestar, lá estarei.” Lá sim...provado a ferro e fogo...

8 de mai de 2007

Voltei - Uma música

Quando a gente vê como Deus vê
Carlos Sider - Cd: Diário de Bordo
Quando a gente vê o que pode ver
tudo fica embaçado
tão confuso e atrapalhado
pois nem sempre dá pra ver o que é pra ver

Quando a gente vê o que quer ver
logo esquece do que importa
finca o pé na estrada torta
pois a gente só quer ver o que quer ter

Mas quando a gente vê por outros olhos
aprende e vê que existem mais cenários
diferentes e importantes
do orgulho tão distantes
que às vezes são melhores pra se ver
nos ajudam melhor ver o que é pra ver

Quando a gente vê como Deus vê
vê melhor de olho fechado
bem mais claro e mais exato
pois o próprio Deus nos mostra o que é pra ver

Quando a gente vê como Deus vê
fixa os olhos no que importa
não escolhe a errada porta
pois o próprio Deus nos mostra em qual entrar

Pois quando a gente vê como Deus vê
logo vê que dá pra ver além das nuvens
o que é eterno, imutável
sem começo, infindável
logo vê o que é o melhor pra sempre ver
logo aprende a melhor forma de se ver
como quando a gente vê como Deus vê