15 de fev de 2007

Quinta - Meditação por Tiago Gonçalves

Salmo 16

1 ¶ Guarda-me, ó Deus, porque em ti me refugio.

2 Digo ao SENHOR: Tu és o meu Senhor; outro bem não possuo, senão a ti somente.

3 Quanto aos santos que há na terra, são eles os notáveis nos quais tenho todo o meu prazer.

4 Muitas serão as penas dos que trocam o SENHOR por outros deuses; não oferecerei as suas libações de sangue, e os meus lábios não pronunciarão o seu nome.

5 O SENHOR é a porção da minha herança e o meu cálice; tu és o arrimo da minha sorte.

6 Caem-me as divisas em lugares amenos, é mui linda a minha herança.

7 Bendigo o SENHOR, que me aconselha; pois até durante a noite o meu coração me ensina.

8 ¶ O SENHOR, tenho-o sempre à minha presença; estando ele à minha direita, não serei abalado.

9 Alegra-se, pois, o meu coração, e o meu espírito exulta; até o meu corpo repousará seguro.

10 Pois não deixarás a minha alma na morte, nem permitirás que o teu Santo veja corrupção.

11 Tu me farás ver os caminhos da vida; na tua presença há plenitude de alegria, na tua destra, delícias perpetuamente.



Nesse salmo Davi expressa sua plena confiança no Senhor, e podemos ver também um sentido messiânico, pois vemos a confiança de Davi realizada completamente em Jesus. Pois cita que ele tem prazer nos santos da terra e despreza os idolatras, que ele se entrega totalmente a Deus, no versículo 6 cita o quão agradável é sua herança, e que mesmo nos momentos mais difíceis é o senhor que o guia (V. 7).

Davi deixa bem claro que com o Senhor a seu lado ele não será abalado e que ele pode descansar em paz. Sem dúvidas, além de Davi expressar suas próprias experiências com Deus ele também nos remete a ressurreição de Cristo.

Tu me farás ver os caminhos da vida; na tua presença há plenitude de alegria, na tua destra, delícias perpetuamente.

--
Tiago Gonçalves dos Santos

Nenhum comentário: