1 de mar de 2007

Quinta - Meditação - Salmo 21

Nós cantaremos e louvaremos teu poder!

1 ¶ Na tua força, SENHOR, o rei se alegra! E como exulta com a tua salvação!
2 Satisfizeste-lhe o desejo do coração e não lhe negaste as súplicas dos seus lábios.
3 Pois o supres das bênçãos de bondade; pões-lhe na cabeça uma coroa de ouro puro.
4 Ele te pediu vida, e tu lha deste; sim, longevidade para todo o sempre.
5 Grande lhe é a glória da tua salvação; de esplendor e majestade o sobrevestiste.
6 Pois o puseste por bênção para sempre e o encheste de gozo com a tua presença.
7 ¶ O rei confia no SENHOR e pela misericórdia do Altíssimo jamais vacilará.
8 A tua mão alcançará todos os teus inimigos, a tua destra apanhará os que te odeiam.
9 Tu os tornarás como em fornalha ardente, quando te manifestares; o SENHOR, na sua indignação, os consumirá, o fogo os devorará.
10 Destruirás da terra a sua posteridade e a sua descendência, de entre os filhos dos homens.
11 Se contra ti intentarem o mal e urdirem intrigas, não conseguirão efetuá-los;
12 porquanto lhes farás voltar as costas e mirarás o rosto deles com o teu arco
13 Exalta-te, SENHOR, na tua força! Nós cantaremos e louvaremos o teu poder.


O Salmo 21 parece iniciar como uma resposta ao Salmo 20. Depois de pedir e mostrar que a confiança não estava em carros, cavalos, o salmista agradece e aponta para as feições e características de suas confiança. A alegria na força do SENHOR, na salvação, no desejo alcançado, satisfeito, graça!

Gostaria de ter sempre esses princípios no meu ser. Não viver mais de lampejos sabe? Poder declarar e viver nesta confiança. Há tantos motivos para que eu já a possua mas ainda falho, ainda deixo-me levar pelas circunstâncias e pelo que vejo. Ler estas palavras e ver tamanha alegria, tamanha confiança, tamanho relacionamento me faz ver que ainda tenho muito a correr.

Ah, Senhor ajuda-nos e nesta Tua Auto-Exaltação carrega-nos. Que nossos cânticos e louvores sejam fruto deste relacionamento saudável e de real constatação de que em temos visto a Tua mão.

“Senhor, dá-nos a graça de termos confiança e podermos nos alegrar por viver assim.”

Nenhum comentário: